Download de Informação Sobre Recursos Minerais

Serviço que permite efetuar o download gratuito de informação diversa sobre Recursos Minerais.

Projeto GEO_FPI – Observatório Transfronteiriço para a Valorização Geo-económica da Faixa Piritosa Ibérica

Projeto GEO_FPI – Observatório Transfronteiriço para a Valorização Geo-económica da Faixa Piritosa Ibérica

Ano : 2020

O projeto GEO_FPI resulta da cooperação entre o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), o IGME (Instituto Geológico e Mineiro de Espanha), a Junta de Andaluzia (JA) e a Câmara Municipal de Aljustrel (CMA), e conta com um financiamento de 75% do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). A Faixa Piritosa Ibérica (FPI) representa uma das maiores concentrações de sulfuretos massivos e uma das maiores anomalias de enxofre na crosta terrestre. Neste território, que constitui o núcleo da Região Europeia Alentejo-Algarve-Andaluzia (A3), a continuidade geológica favoreceu um desenvolvimento económico e social ao longo da sua história e cultura, focadas na exploração dos seus recursos metálicos. Este fator favoreceu uma demografia e uma economia fortemente dependentes do setor extrativo, sendo este o elemento unificador da região. Com este trabalho conjunto, procedeu-se à atualização de toda a informação geológica disponível sobre a referida região tendo sido criada uma cartografia harmonizada de ambos os lados da fronteira luso-espanhola, unificando as informações disponíveis.

Cartografia Geológica dos Mármores de Viana do Alentejo - Alvito

Cartografia Geológica dos Mármores de Viana do Alentejo - Alvito

Ano : 1999

Tendo como objetivo apoiar o setor extrativo de rochas ornamentais, foi realizado o estudo geológico acompanhado de cartografia geológica de detalhe da região entre Viana do Alentejo e Alvito onde são explorados mármores de cor verde e grão grosseiro em pedreiras de dimensões relativamente reduzidas. Estes mármores afloram numa extensa área, estando enquadrados numa estrutura anticlinal controlada por falhas. O mapa que agora se apresenta à escala 1:10 000 resulta de compilação de cartografia geológica à escala 1:5 000.

Projeto Explora

Projeto Explora

Ano : 2020

O projeto EXPLORA – Definição de novos vetores de conhecimento geológico, geofísico e geoquímico para a região setentrional de Neves-Corvo, financiado pelo programa Alentejo2020, tem por objetivo caracterizar os modelos geológicos, geoquímicos e geofísicos deste importante centro mineiro da Faixa Piritosa Ibérica, até profundidades de cerca de 1500 m. O EXPLORA pretende definir novos horizontes geológicos favoráveis à ocorrência de mineralizações de sulfuretos, com base numa metodologia ID integrada, que envolve: o estudo de sondagens profundas (>1000 m); datação de rochas vulcânicas félsicas (U/Pb em zircões) e de sedimentos (estudos biostratigráficos, palinologia); processamento e modelação de dados de gravimetria, geomagnetismo, resistividade e sísmica; medições petrofísicas; geoquímica de rochas e de solos; estudo de halos geoquímicos em solos e desenvolvimento de software.

Mapas de Depósitos Minerais de Portugal na escala de 1:200 000

Mapas de Depósitos Minerais de Portugal na escala de 1:200 000

Ano : 2021

Ao longo destes últimos anos, o SIORMINP – Sistema de Ocorrências e Recursos Minerais Portugueses constituiu a base para a produção das 8 folhas à escala 1:200 000 da Carta de Depósitos Minerais de Portugal e ainda a folha da Região Norte. Aqui pode descarregar as 8 folhas que compõem a Carta de Depósitos Minerais de Portugal à escala 1:200 000, complementados pelas respetivas notas explicativas que incluem, além de um texto explicativo sobre a carta, as listas com todos os 2443 depósitos minerais do país representados

Mapa de Minerais Offshore de Portugal

Mapa de Minerais Offshore de Portugal

Ano : 2021

O mapa de minerais Offshore de Portugal, foi produzido à escala 1:5 000 000, tendo como objetivo fundamental demonstrar o potencial do offshore português para os recursos minerais. Para a construção do mapa foi considerada a Zona Económica Exclusiva de Portugal e a Proposta de Extensão da Plataforma Continental que, sendo aprovada, irá juntar as ZEE’s dos Açores, Madeira e Portugal continental, aumentando a área de jurisdição e soberania portuguesa para cerca de 4 000 000 Km2.

Mapa de Depósitos de Matérias Primas Críticas em Portugal Continental - CRM2020

Mapa de Depósitos de Matérias Primas Críticas em Portugal Continental - CRM2020

Ano : 2021

A procura de novas fontes de matérias-primas, em particular, Matérias-Primas Críticas (MPC), é condicionada por tecnologias emergentes e fatores económicos. As matérias-primas são consideradas “críticas” quando o risco de fornecimento e o impacto económico são considerados altos em relação a outras matérias-primas. A criticalidade das matérias-primas críticas depende de vários fatores geológicos, políticos e técnicos. O mapa de “Depósitos de Matérias-Primas Críticas em Portugal Continental” é uma compilação das ocorrências e depósitos conhecidos que contêm algumas das Matérias Primas Críticas de acordo com a última lista publicada em setembro de 2020.

Carta Geológica da Brecha Algarvia

Carta Geológica da Brecha Algarvia

Ano : 2000

Devido à sua singularidade e interesse para o sector da indústria extractiva das rochas ornamentais carbonatadas na região Algarvia, o Projeto de Valorização Global da “Brecha Algarvia” foi realizado com o objetivo de aprofundar os conhecimentos existentes sobre este recurso e, em simultâneo, angariar informações que conduzam a um eficiente ordenamento deste sector industrial. Para o efeito foi realizada a cartografia litoestratigráfica da região de afloramento da unidade produtora da Brecha Algarvia.

Carta Geológica do Anticlinal de Estremoz

Carta Geológica do Anticlinal de Estremoz

Ano : 1997

O anticlinal de Estremoz é um dos principais centros mundiais de extração de mármores para fins ornamentais e localiza-se no sector setentrional da Zona de Ossa – Morena (ZOM). A carta geológica dos recursos em mármore do Anticlinal de Estremoz editada em 1997 é o corolário dos trabalhos de cartografia geológica que foram desenvolvidos desde a década de 50 do século passado numa temática vocacionada para o apoio ao setor extrativo, em que se procurou dar realce à distribuição espacial dos mármores. Serviu de base à elaboração do PROZOM - Plano Regional de Ordenamento da Zona dos Mármores.